As primárias norte-americanas continuam no Nevada e na Carolina do Sul. No Nevada os democratas têm o Caucus, enquanto os republicanos estão concentrados na Carolina do Sul.

Nas primeiras duas eleições houve vencedores diferentes nos republicanos e democratas. Donald Trump e Ted Cruz contam com uma vitória, enquanto os dois únicos concorrentes democratas já obtiveram um triunfo.

Os democratas são os primeiros a conhecerem os resultados eleitorais. O autor do blogue “Era uma vez na América”, Nuno Gouveia disse ao “The Democrat”, que Hillary precisa de uma vitória para “parar o momentum de Sanders e evitar que tenha avanços importantes entre as minorias”. O especialista acredita que os últimos escândalos tiveram influência na curta vitória no Iowa e na grande derrota em New Hampshire.

Nos republicanos existe uma questão mais importante além do primeiro lugar. Na última semana discutiu-se quem seria o candidato ideal do denominado “establishment”, já que, John Kasich esteve melhor do que Rubio no New Hampshire, apesar do senador da Florida ter tido um bom resultado no Iowa. Nuno Gouveia entende que “Rubio precisa de alcançar um terceiro lugar e manter uma distância considerável para John Kasich”. O perigo vem do governador do Ohio, apesar do especialista não perceber qual “o caminho definido” durante a nomeação. Neste cenário, o único que corre o risco de desistir é Jeb Bush porque “os apoiantes e financiadores manifestaram algum desagrado” face aos resultados das primeiras eleições. O mesmo se pode dizer de Ben Carson que não tem “grande espaço mediático”.

A divisão que se verifica nos candidatos do aparelho vai beneficiar Donald Trump e Ted Cruz, mas mais o primeiro do que o segundo. Nuno Gouveia considera que “se Bush, Rubio e Kasich chegarem à Super Terça-Feira, não vai ser fácil parar os favoritos”.

Advertisements