As vantagens e desvantagens do acordo de comércio livre entre a União Europeia e os Estados Unidos da América estiveram em cima da mesa numa conferência organizada pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa, que contou com a participação do representante da plataforma contra o TTIP, José Oliveira, a eurodeputada Ana Gomes, além dos professores Tiago Moreira de Sá e Luís Campos e Cunha.

A socialista Ana Gomes garantiu que o acordo é transparentes, mas levanta alguns problemas relacionados com a “cooperação regulatória e o acesso aos mercados dos contratos públicos”. No seu entendimento existem “aspectos de regulação financeira que deveriam estar incluídos”.

As relações entre a União Europeia e os Estados Unidos da América foram dissecados pela eurodeputada e pelo especialista em relações internacionais. Tiago Moreira de Sá considera que o “TTIP vai criar uma relação política entre os dois blocos porque relança a parceria atlântica a nível económico e político”, podendo trazer vantagens para Portugal. O docente tem a certeza que “a componente atlântica do nosso país vai ser reforçada”.

O acordo também acarreta vantagens económicas para Portugal. Luís Campos e Cunha entende que “alguns sectores irão ter o mercado duplicado”. O antigo ministro das Finanças não tem dúvidas que “os países pequenos ficam sempre a ganhar neste tipo de acordos de comércio livre e moderação económica porque conseguem aceder a outros mercados”.

Advertisements