As relações entre os Estados Unidos da América e a União Europeia estiveram em cima da mesa numa conferência organizada pela Sociedade Histórica da Independência de Portugal, tendo como orador o doutorado em Assuntos Europeus, Miguel Mattos Chaves.

O auditor de Defesa Nacional abordou as consequências do Tratado Comercial, o conflito na Ucrânia e a saída do Reino Unido da União Europeia. Miguel Mattos Chaves criticou os dirigentes europeus na tentativa de “conquistar mais um país para a União Europeia” relativamente à questão ucraniana, tendo acrescentado que se tratou de uma “ingerência nos assuntos internos de um país”.

No caso do Brexit, Miguel Mattos Chaves, entende que “se o Reino Unido sair a União Europeia vai implodir”. No seu entendimento, os britânicos vão abandonar o clube europeu após a realização do referendo no dia 23 de Junho.

A palestra também serviu para explicar os posicionamentos estratégicos dos Estados Unidos face à Europa, nomeadamente à vontade norte-americana de estar mais atento para o pacífico.

No final, Miguel Mattos Chaves mostrou esperança “que o acordo comercial beneficie a União Europeia e Portugal”, mas ressalvando que, nem os Estados Unidos ou a Europa, têm pretensão de ficar numa posição inferior à outra.

Advertisements