O presidente da Bolívia, Evo Morales, solicitou uma reunião dos países da Unasul para defender a manutenção de Dilma Rousseff como Presidente do Brasil. O governante entende que “será necessário manter a democracia no país, proteger o companheiro Lula da Silva e todos os trabalhadores”.

O pedido do Chefe de Estado boliviano também se estende aos restantes líderes do continente sul-americano.

A mensagem de Evo Morales surgiu um dia depois do Presidente Tabaré Vazquéz também ter declarado solidariedade a Rousseff. O líder da organização sul-americana considera que o voto popular deve ser respeitado.

Os governos latino-americanos mostram que estão ao lado da actual Presidente. Nicolás Maduro e José Mujico vieram a público contrariar a vontade da direita brasileira de provocar a queda do regime brasileiro.

Advertisements