O presidente norte-americano, Barack Obama, reconheceu que os Estados Unidos deveriam ter estado mais atentos à situação na Libia após a queda e morte de Muanmar Gaddaffi. Obama considerou que se tratou do erro mais grave da presidência durante os oito anos.

Numa entrevista à “Fox News”, o Chefe de Estado criticou a falta de cooperação por parte da França e do Reino Unido na manutenção da ordem.

No sentido positivo, Obama considera que a recuperação económica e a implementação do Obamacare.

 

Advertisements