A corrida para a Casa Branca joga-se em mais cinco Estados. Os candidatos democratas e republicanos vão a votos no Connecticut, Delaware, Maryland, Pensilvânia e Rhode Island. Os principais favoritos nos cinco locais são Donald Trump e Hillary Clinton. De acordo com as sondagens, o recente acordo entre Ted Cruz e John Kasich não evita mais uma mão cheia de vitórias para o empresário norte-americano. Alexandre Burmester considera que “os Estados em jogo não alteram a relação de forças porque são favoráveis a Trump“.

O mesmo acontece com Hillary Clinton. A secretária de Estado norte-americana está muito perto da nomeação. O autor do blogue “Era uma vez na América” entende que “Clinton tem a vitória assegurada há muito tempo“.

O cenário em cima da mesa não favorece as ambições de Bernie Sanders, Ted Cruz e John Kasich, mas os três continuam empenhados em fazer campanha até às convenções democrata e republicana. Os dois candidatos republicanos ainda esperam recolher benefícios dos ataques por parte do establishment a Donald Trump. No entanto,  “Ted Cruz estaria melhor posicionado sem a presença de Kasich“.

A manutenção de Bernie Sanders também tem sido alvo de análise porque o senador do Vermont prometeu que ir à Convenção. Alexandre Burmester considera que “qualquer saída de Sanders será sempre digna“.

Advertisements