Tags

A Cimeira da Eurolat que decorreu em Lisboa permitiu à União Europeia e os países da América Latina encontrarem pontos comuns em diversas matérias. Os temas da imigração, financiamento dos partidos, comércio, combate ao terrorismo e a revolução digital dominaram os três dias de trabalhos na Assembleia da República. No final, os deputados saíram satisfeitos com os resultados alcançados.

Os eurodeputados Nicola Danti e Charles Tannock fizeram um balanço positivo para o “The Democrat”, tendo realçado a importância de manter os laços históricos e culturais com a América Latina. O deputado italiano do Grupo da Aliança Progressista dos Socialistas e Democratas Europeus entende que a América Latina deve ser uma prioridade por três razões. Em primeiro lugar porque “existem laços culturais entre os dois continentes”. Em segundo, as duas partes “devem criar oportunidades para desenvolverem relações económicas“. Por fim, a Europa tem de “aproveitar a boa relação com os países atlânticos“. Charles Tannock deixa um alerta para “não esquecermos os países sul-americanos“.

As negociações entre a União Europeia e os Estados Unidos sobre o acordo de comércio livre causam preocupação nos representantes sul-americanos, mas o parlamentar britânico do Grupo dos Conservadores e Reformistas Europeus explica que o entendimento “não representa uma ameaça para a região porque o crescimento do comércio global vai ser benéfico para todos“. Por outro lado, Nicola Danti garante que a “Europa e a América Latina têm preocupações comuns” relativamente ao TTIP, embora seja importante continuar a trabalhar com Washington.

A recente visita de Obama a Cuba e a alguns países sul-americanos marcou uma nova aproximação dos Estados Unidos aos vizinhos. Os eurodeputados não acreditam que as novas relações diplomáticas prejudiquem a Europa. Nicola Danti considera que se tratou apenas de “um acto simbólico“, enquanto Charles Tannock elogia o passo “positivo de Obama“, mas “que se trata de um assunto bilateral do passado“.

Na próxima reunião da Eurolat que se realiza em Setembro na capital do Uruguai o foco principal recai sobre o desenvolvimento da China.

Advertisements