O primeiro-ministro britânico e o novo presidente da Câmara de Londres fizeram campanha pela permanência do Reino Unido na União Europeia. Os dois estiveram juntos nas ruas da capital. David Cameron revelou que se sentia orgulhoso por estar ao lado de Sadiq Khan”. No entanto, os meios de comunicação social relembraram os ataques de alguns conservadores ao autarca por causa da religião durante a recente campanha. O chefe do governo entende que ainda é necessário “combater a discriminação”.

Os defensores do “Remain” asseguram que os britânicos irão ter acesso ao mercado de trabalho na Europa, protecção dos direitos, estabilidade económica e a certeza que o Reino Unido tem um estatuto especial dentro da União Europeia.

Nos últimos dias, Cameron já esteve ao lado de figuras do Partido Trabalhista na defesa dos interesses do país, mas não deve caminhar com Jeremy Corbyn.

Advertisements