Os apoiantes pela manutenção do Reino Unido na União Europeia trouxeram novamente o tema da independência da Escócia e a união do países europeus para a campanha eleitoral.

O antigo ministro dos Negócios Estrangeiros britânico, William Hague, revelou que não é um defensor da União Europeia, mas acredita que o Reino Unido corre riscos se sair. O ex-governante entende que “existe um perigo de fragmentação no combate ao terrorismo e outras ameaças“, tendo criticado a falta de respostas relativamente às soluções económicas que o Reino Unido tem de enfrentar se o Brexit vencer no próximo dia 23 de Junho.

O primeiro-ministro britânico, David Cameron, também abordou um assunto relacionado com o referendo. Num debate realizado na ITV, o chefe do governo considera que os escoceses vão pedir mais uma consulta popular sobre a independência. As sondagens na Escócia oferecem uma vantagem à manutenção com 51% contra 21% que prefere a saída. No entanto, os estudos de opinião continuam a mostrar um nível elevado de indecisos.

Advertisements