Os dois antigos primeiro-ministros britânicos acreditam que a saída da União Europeia vai dividir o Reino Unido. De acordo com os ex-chefes de governo, o Brexit pode ser o motivo que falta para se realizar um novo referendo sobre a independência da Escócia. No entanto, também existem preocupações relativamente à estabilidade política na Irlanda do Norte.

A responsável pela pasta das relações com a Irlanda do Norte do governo, Theresa Villiers, apoia a saída do Reino Unido da União Europeia. Villiers não concorda com as afirmações de Tony Blair sobre a estabilidade naquele país. A governante garante que a “Irlanda do Norte não irá voltar para trás”. O mesmo argumento tem sido defendido pelos líder partidários norte-irlandeses, embora haja divisões no referendo. O Sinn Fein é a favor da manutenção e o DUP faz campanha pela saída.

Advertisements