O Partido Conservador ameaça ficar dividido após a realização do referendo sobre a manutenção do Reino Unido na União Europeia porque um grupo de 57 deputados conservadores revela que vai chumbar um orçamento de emergência com medidas de austeridade.

O chancelor do Tesouro britânico, George Osborne, diz que haverá um enorme buraco orçamental se a população votar na saída do clube europeu. Osborne entende que é necessário aumentar os impostos e cortar nas despesas durante os próximos tempos.

A posição assumida por uma parte da bancada conservadora vai ter o apoio de Jeremy Corbyn, apesar do líder trabalhista fazer campanha pelo Remain.

O futuro da economia tem sido o principal assunto dos defensores da manutenção.

Advertisements