O eurodeputado socialista, Carlos Zorrinho, pretende que a União Europeia utilize as energias renováveis para “criar riqueza, emprego, reduzir a dependência estratégica de fornecedores externos, aumentar a eficiência energética, melhorar a competitividade das empresas, combater a pobreza energética das famílias e gerar novas oportunidades de investimentos“.

A aposta no sector é uma marca diferenciadora da União Europeia no espaço político e económico comum numa altura em que a Europa ainda “hesita em liderar o novo ciclo da globalização ou fragmentar-se“.

Na intervenção proferida, o socialista recordou que o Acordo de Paris prevê metas ambiciosas para a utilização de energia limpa e renovável.

Advertisements