As eleições presidenciais na Islândia deram a vitória ao historiador Gudni Johannesson. O candidato declarou vitória antes da contagem final de todos os votos. Johannesson venceu com 37.8% contra 29.9% obtido pela empresária Halla Tomasdottir.

O próximo Presidente vai substituir Olafur Ragnar Grimsson que se manteve no cargo desde 1996.

As eleições decorreram após a divulgação do escândalo dos Papéis do Panamá que levaram à demissão do primeiro-ministro Sigmundur Gunnlaugsson, mas também numa altura em que 10% da população se encontra em França para apoiar a selecção islandesa no campeonato da Europa de futebol.

Advertisements