O líder do Partido Trabalhista garantiu que vai respeitar a decisão da população britânica no dia 23 de Junho. Jeremy Corbyn rejeita realizar um novo referendo sobre a manutenção do Reino Unido na União Europeia, preferindo adoptar um modelo semelhante ao estabelecido entre a Noruega e as instituições europeias.

A posição de Corbyn tem sido criticada por alguns membros do Partido Trabalhista porque o líder trabalhista fez campanha pela manutenção no clube europeu. Os críticos duvidam do empenho Corbyn durante a campanha.

A possibilidade de um novo referendo sobre a Europa marca a agenda dos dois candidatos à liderança do partido. Owen Smith garante que pretende dar mais uma oportunidade à população, tendo considerado que muitas pessoas foram enganados pela campanha do Brexit.

Advertisements