Os dois maiores sindicatos ligados ao Partido Trabalhista apoiam Jeremy Corbyn na corrida à liderança.

O actual líder conta com o suporte do Unite e do Unison, sendo que, a primeira plataforma não realizou nenhuma votação para escolher o candidato preferido. O Unison também optou por consultar os dirigentes mais importantes. O secretário-geral do Unison, David Prentis, confirma que se mantém do lado de Corbyn. No entanto, existe uma minoria que escolheu Owen Smith.

Os sindicatos ligados aos sectores da construção, transportes e bombeiros continuam disponíveis para respeitar a liderança de Jeremy Corbyn.

O único grande sindicato que prefere mudanças na liderança são os membros do GMB, já que, 60% votaram por Owen Smith e 40% optaram por Jeremy Corbyn.

Advertisements