O presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker considera que o populismo, o desemprego e a injustiça social são os principais desafios da União Europeia. No discurso sobre o estado da União Europeia, o responsável europeu lamentou a decisão da população britânica de sair do clube europeu, mas garante que o projecto continua sólido. O combate ao terrorismo também mereceu destaque no discurso proferido em Estrasburgo perante os eurodeputados. Juncker pretende criar uma força militar que coopere com a NATO, embora com uma sede e estruturas permanentes totalmente independentes.

Os eurodeputados Carlos Zorrinho e Andreas Schwab disseram ao “The Democrat”, que se tratou de um discurso positivo por causa das referências à solidariedade e segurança. O socialista acredita que “se tivesse sido o primeiro seria um grande discurso” do presidente da Comissão Europeia. Por sua vez, o eurodeputado do Partido Popular Europeu realça a necessidade de se alcançarem “resultados em matérias como o mercado único digital“.

O responsável pela Comissão Europeia nomeou os desafios que a União Europeia tem de enfrentar no futuro, começando por discutir os resultados do Brexit na cimeira de Bratislava. No entanto, existem mais problemas que merecem atenção por parte dos cidadãos. Carlos Zorrinho explica que o “grande desafio da Comissão Europeia é fazer com que os europeus acreditem na capacidade da União Europeia para melhorar o nível de vida“, que passa por acabar com os problemas do desemprego e desigualdade.

O eurodeputado Charles Tannock tem uma opinião semelhante do português Carlos Zorrinho. O parlamentar do Grupo dos Conservadores e Reformistas Europeus garante que “o discurso repetitivo de Juncker sobre a necessidade de haver mais Europa não tem reflexo na vida das pessoas“. Em relação às consequências do Brexit, o britânico entende que “o Reino Unido não deve sair à pressa da União Europeia“; tendo acrescentado que “o mais importante para salvaguardar o interesse das duas partes é a forma como se processa a saída e não a data“.

Advertisements