O antigo primeiro-ministro britânico, Tony Blair, pretende ter um papel mais activo na vida política. O ex-chefe do governo considera que o Reino Unido se tornou num Estado de um único partido, tendo explicado que as únicas opções da população britânica passa por escolher um governo que pretende um “hard Brexit” ou o Partido Trabalhista que está virado muito à esquerda devido às políticas “fora de tempo” adoptadas por Jeremy Corbyn.

As opções dos conservadores e trabalhistas deixa o centro vazio. Tony Blair questiona se ainda pode desempenhar um papel importante na política britânica, mas garante que se sente motivado para contribuir. Um porta-voz do antigo primeiro-ministro, assegura que as declarações à revista “Esquire” não significam o regresso à linha da frente. No entanto, existe a noção que o caminho que país está a trilhar não é o mais acertado.

Advertisements