O “Speaker” do Congresso norte-americano, Paul Ryan, não gostou das últimas declarações de Trump divulgadas num vídeo. O republicano afirmou que não vai defender Trump, tendo aceite que Hillary Clinton tem mais hipóteses de vencer a Casa Branca. No entanto, Paul Ryan pretende assegurar que a Câmara dos Representantes e o Senado continuam a ser controlados pelos republicanos. As desculpas apresentadas por Trump não convenceram a maioria dos colegas do partido.

O único que continua ligado à campanha de Trump é Mike Pence. O Vice-Presidente escolhido pelo empresário acredita que o perdão no último debate foi sincero.

 

Advertisements