As eleições legislativas na Macedónia trouxeram mais instabilidade política ao país porque os dois principais partidos reclamaram vitória, embora nenhum tenha conseguido maioria absoluta.

Os conservadores do VMRO-DPMNE conseguiram segurar 51 lugares, tendo sido a força mais votada. O partido do governo não chegou à maioria absoluta. Os sociais-democratas do SDSM obtiveram 49 lugares. Nestes termos, ainda faltam atribuir 20 lugares porque o parlamento da Macedónia tem 120 deputados.

Os dois partidos têm de falar com as restantes forças para obter maioria parlamentar. Tendo em conta que os candidatos dos principais partidos declararam vitória e os apoiantes também saíram para as ruas, os próximos dias serão importantes para definir os partidos que irão compor o novo executivo, cabendo aos líderes do VMRO-DPMNE e do SDSM convencer as restantes forças partidárias.

Advertisements