O parlamento da Turquia aprovou as medidas da nova Constituição que permitem o reforço dos poderes ao presidente Recep Tayyip Erdogan com uma maioria de três quintos.

Os deputados deram luz verde às propostas presidenciais, embora ainda seja necessário uma segunda votação no final da semana, além da realização de um referendo.

As medidas irão provocar alterações significativas no sistema política na Turquia. O primeiro-ministro deixa de existir e haverá apenas um vice-presidente. A entrada e saída de ministros no governo depende exclusivamente da vontade do Chefe do Estado.

Advertisements