As primeiras medidas de Donald Trump geraram barulho nos Estados Unidos, mas também no resto do mundo. O presidente norte-americano anunciou a construção do Muro na fronteira com o México e instituiu um novo plano de imigração que impede a entrada de pessoas provenientes de sete países muçulmanos e a chegada de refugiados. O especialista Nuno Gouveia acredita que “o muro será construído em algumas partes, apesar da dificuldade em arrranjar financiamento para o terminar“.

Os críticos do presidente durante a campanha eleitoral continuam a mostrar forte oposição nos primeiros dias do novo mandato. Donald Trump só tem que se preocupar com a comuicação social, as manifestações de rua e a opinião de alguns dirigentes europeus, mas também já se ouviram alguns republicanos, como John McCain, Lindsay Graham, Susan Collins e Lisa Murkowski, prometerem condicionar o trabalho do presidente. Nuno Gouveia considera que “o partido republicano vai votar contra algumas propostas como nunca aconteceu na Era moderna“.

Neste momento, o líder norte-americano ignora o ruído que continua a chegar dos principais opositores porque as primeiras ordens executivas dificilmente “são derrubadas no Congresso, já que, só podem ser revogadas caso seja aprovada legislação contrária e assinada na Casa Branca“.

Após as manifestações de desagrado face à nova administração norte-americana, o autor do blogue “Era uma vez na América”, tem dúvidas sobre a “forma” como Trump irá exercer o cargo durante os próximos quatro anos.

Advertisements