O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, avisa o Reino Unido para terminar com as ameaças relativamente à possibilidade de ser melhor não alcançar um acordo do que as duas partes conseguirem um mau entendimento.

O responsável europeu entende que o cenário em que não se alcança qualquer negociação será mau para todos. Nos últimos dias, alguns dirigentes britânicos consideram que só a União Europeia sairá prejudicada no caso de verificar a primeira hipótese. Tusk reafirma a vontade de continuar a colaborar com o Reino Unido, mostrando esperança no regresso ao clube europeu.

O governo conservador ainda não sabe qual será o impacto da saída do Reino Unido da União Europeia sem haver acordo.

Advertisements