A tentativa de Trump terminar com o Obamacare e implementar um novo sistema de saúde fracassou no Congresso norte-americano. A medida não mereceu apoio de nenhum democrata, mas também contou com a oposição dos republicanos.

Durante vários dias, o presidente norte-americano pretendeu recolher suporte junto dos congressistas republicanos, tendo lançado alguns avisos que a não aprovação da proposta poderia ter consequências políticas para o partido.

Apesar da inabilidade política de Trump, Alexandre Burmester responsabiliza “a irredutibilidade do grupo conservador Freedom Caucus” pelo fracasso da promessa eleitoral. O especialista considera que existem diferenças “entre Trump e o Tea Party”. 

A manutenção do Obamacare não significa que o ex-presidente norte-americano ainda mantenha influência em Washington. Em primeiro lugar porque o actual programa de saúde “tem os dias contados” e os republicanos só estão à espera da “implosão do programa” para Donald Trump voltar a tirar o assunto da gaveta.

Advertisements