Os deputados escoceses votaram favoravelmente à realização de um segundo referendo sobre a independência do país.

A consulta popular tem sido colocada em cima da mesa depois da vitória do Brexit em 2016. Os líderes escoceses entendem que a votação expressa pela população escocesa a favor da manutenção do Reino Unido na União Europeia deve ser respeitada.

A votação foi renhida com 69 votos a favor do escrutínio popular e 59 contra.

A First Minister da Escócia, Nicola Sturgeon, não pretende desafiar o governo britânico, mas assinala a possibilidade dos escoceses optarem pela medidas resultantes das negociações entre o Reino Unido e a União Europeia ou viverem no país independente.

O executivo escocês tem o apoio dos Verdes, Conservadores, trabalhistas e liberais-democratas. A decisão final cabe a Theresa May.

Advertisements