O líder do Partido Trabalhista criticou o apoio do governo britânico aos recentes ataques norte-americanos a bases militares na Síria. Jeremy Corbyn acusou Boris Johnson de encorajar futuros bombardeamentos contra o regime de Bashar al-Assad.

A presença norte-americana e russa na Síria também preocupa Corbyn. O Reino Unido não aceita a ajuda de Moscovo a Damasco, pelo que, brevemente deverá accionar um pacote de sanções. A possibilidade de se oferecer um papel importante a Putin em matéria de relações internacionais também está em aberto. No entanto, a comunidade internacional exige o fim imediato do apoio a Assad.

Advertisements