A assinatura de um acordo entre o Panamá e a China para o estabelecimento de relações diplomáticas originou um protesto por parte de Taiwan. A decisão tomada pelo país americano é um sinal de reconhecimento do princípio de uma China. O ministro dos negócios Estrangeiros, Wang Yi, garante que se trata de mais um passo para desenvolver relações com a comunidade internacional.

As autoridades Taiwan reagiram ao novo acordo, rompendo imediatamente as relações com o Panamá. Os programas de ajuda humanitária serão terminados e a Embaixada também vai ser encerrada. O presidente Tsai Ing-wen mostrou descontentamento pelo fim da relação que durava há mais de cem anos, tendo assegurado que os objectivos de Taiwan em ter um papel relevante na comunidade internacional continua, mesmo com as pressões constantes de Pequim. O chefe do Estado sublinhou várias vezes que Taiwan é um país soberano.

Advertisements