Os perigos e benefícios do surgimento dos movimentos populistas na Europa proporcionaram um debate animado no último dia do Estoril Political Forum. O painel contou com a presença do especialista Paulo Almeida Sande e dos professores do Instituto de Estudos Políticos da Universidade Católica, Henrique Burnay e Sónia Ribeiro. Os dois docentes identificaram alguns problemas que causam preocupação aos analistas mais pessimistas.

A docente Sónia Ribeiro considera que “o populismo é um fenómeno democrático que está presente em todo o Mundo, particularmente na Europa e nos Estados Unidos”. A presidência de Donald Trump tem sido encarada como populista, mas Henrique Burnay entende que “as instituições democráticas estão a funcionar nos Estados Unidos”. O docente assegura que “os grupos que fazem política de maneira diferente não são uma ameaça”.

O maior receio dos principais analistas relativamente à difusão da mensagem passa por salvaguardar as instituições democráticas. Paulo Almeida Sande entende que “os movimentos não podem comprometer as instituições”.

Advertisements